Notícias

  • Os golpes pela internet estão sempre nas manchetes de jornais e, em especial, os usuários do Whatsapp são os alvos preferidos dos golpistas. tais golpes têm feito milhões de vítimas em todo o mundo. Sendo de longe o aplicativo de mensagens preferido do mundo, com mais de 1 bilhão de usuários, o aplicativo sofre ataques de spam de todos os tipos: memes, promessas de empregos falsos, correntes, falsas promoções e mais recentemente, notícias falsas ou fake news. Muitos destas mensagens de spam, vão além do incômodo e da deturpação da realidade com boatos e notícias falsas, eles roubam dados ou enganam o usuário, o induzindo fazer cadastros de seu número de celular em serviços pagos de SMS. Mas, existe ma forma de evitar cair em fraudes, caso você seja uma pessoa desconfiada e for um bom observador. Confira 5 dicas para sua segurança contra os golpes no WhatsApp. Sempre desconfie de mensagens que possuam erros de ortografia ou concordância gramatical e que solicitem para você toque em algum link para supostamente ganhar alguma vantagem ou prêmio. Nunca, quer dizer nunca, responda mensagens que solicitem informações pessoais tais como: número de cartão de crédito, conta bancária, data de aniversário, senhas etc. Não repasse uma mensagem que você saber ser mentira, a fim de dar força aos boatos. Os links que são encurtados, no formato https://AhbsTs, por exemplo são extremamente perigosos, uma vez que escondem o real endereço que poderia desmascarar a tentativa de golpe e podem levar você para sites falsos de bancos, formulários de captação de dados, instalação de aplicativos não solicitados ou mesmo arquivos executáveis e plugins em caso de uso do WhatsApp Web via computador desktop. O WhatsApp é inteiramente gratuito e, portanto, evite cair em convites que prometem novos recursos chamados de"Premium", pois isso não existe. Além destas dicas, o aplicativo oferece ferramentas em sua seção de segurança que dá informações de vários recursos de privacidade e criptografia do WhatsApp. Muito cuidado com as correntes Devido ao sistema de criptografia de ponta a ponta, que visa proteger os usuários, por conseguinte o próprio spammer ou golpista, o WhatsApp informa que não possui a chave de segurança que fornece o acesso aos conteúdos das mensagens de sua plataforma. Dessa forma, é impossível bloquear tentar rastrear as correntes. O aplicativo não faz a análise prévia dos links passados pelos usuários. Depende da vontade do receptor abrir ou não o link recebido. É verdade que o WhatsApp conta as vezes que uma determinada mensagem foi encaminhada com um alerta “forwarded many times” (compartilhada muitas vezes, em português). Este recurso, mas ainda está em fase de testes. Na maioria das vezes, os golpes enviados pelo WhatsApp espalham uma informação falsa, que visa induzir alguma ação que somente será benéfica para o transmissor da...
Entrar
Usuário
Senha
Esqueceu sua senha? Relembre